funto-site-leo-escuro-3.png

seja nosso parceiro agora e ganhe um desconto especial!

  • GiOrigin

Bragança - PA é Indicação Geográfica para Farinha de Mandioca

O reconhecimento veio com o registro de Indicação de Procedência (IP) publicado na Revista da Propriedade Industrial Nº 2628 de 18 de maio de 2021. A Indicação Geográfica (IG) Farinha de Mandioca de Bragança - PA está delimitada nos municípios paraenses de Augusto Corrêa, Bragança, Santa Luzia do Pará, Tracuateua e Viseu.

Signo distintivo da Indicação de Procedência Farinha de Bragança
Signo distintivo da Indicação de Procedência Farinha de Bragança

O registro foi requerido pela Cooperativa Mista dos Agricultores Familiares e Extrativistas dos Caetés (COOMAC) e os direitos de uso sobre o nome geográfico Bragança e signo distintivo da IP Farinha de Bragança ficarão sob responsabilidade de um Conselho Regulador formado por diversas instituições locais. A partir de agora, o signo distintivo passa a estampar as embalagens do produto legalmente reconhecido.


Famosa e muito apreciada, a tradicional farinha paraense é premiada mundo afora. A região de Bragança preserva a tradição centenária da produção da farinha de mandioca. Rico em cultura, o lugar preserva tradições ligadas às festas religiosas, à cultura popular e à riqueza da gastronomia e se localiza na região nordeste do Estado, próximo ao litoral paraense. Margeada pelo rio e próxima do mar, Bragança é também um dos grandes polos pesqueiros do Pará.

Produção da Farinha de Bragança. Imagem: Veloso Júnior - Ascom Emater
Produção da Farinha de Bragança. Imagem: Veloso Júnior - Ascom Emater.

A produção da "farinha boa" de Bragança preserva o saber fazer, as técnicas tradicionais, do trato da mandioca à torra. Esse tesouro gastronômico é crocante, leve e saboroso, e possui coloração amarelada (natural, em função da variedade de mandioca). A mandioca é fermentada em água e, após moída, sua massa é lavada com água diversas vezes para retirada do excesso de goma (o amido da mandioca). Isso lhe confere leveza e crocância.

60 visualizações0 comentário