funto-site-leo-escuro-3.png

seja nosso parceiro agora e ganhe um desconto especial!

  • GiOrigin

Cooperativa do Sul da Bahia se destaca na produção de Chocolate com cacau de origem reconhecida

Atualizado: 28 de Set de 2020

Texto e imagens:

Equipe Natucoa/Coopessba


Durante muitas décadas, a Bahia foi reconhecida como a maior produtora de cacau do mundo e até hoje ainda alcança altíssimos posicionamentos quanto ao seu volume de produção, mesmo tendo sido muito afetada pela praga da vassoura de bruxa. Mas o que muitos ainda desconhecem é que o Estado, sobretudo na região Sul, não se destaca apenas pelos grandes volumes de Cacau, mas também pela qualidade peculiar no manejo e produção do cacau.

Desde que o INPI concedeu o registro de Indicação Geográfica - IG à região Sul da Bahia em 2018, o que passou a certificar o cacau produzido sob aspectos pre-definidos de manejo e produção com o selo da Indicação de Procedência - IP Sul da Bahia, os produtores locais tem aperfeiçoado as suas práticas e obtido melhores resultados em qualidade de amêndoas.
Cacaueiro Cultivado em Simbiose com a Mata Atlântica - Sistema Cabruca de Produção
Cacaueiro Cultivado em Simbiose com a Mata Atlântica - Sistema Cabruca de Produção

A IG é uma forma de proteção jurídica sobre o produto e o signo distintivo do território de sua origem e valoriza o saber-fazer de um povo ou região. Assim, a IP Sul da Bahia representa os saberes dos produtores e valoriza a produção agroflorestal do cacau cabruca, incluindo a fermentação equilibrada, a secagem nas barcaças ou em estufas solares, o armazenamento e acondicionamento adequados, entre outros aspectos.

Amêndoas de Cacau em Cochos na etapa da fermentação
Amêndoas de Cacau em Cochos na etapa da fermentação
Amêndoas de Cacau na etapa Secagem nas tradicionais Barcaças
Amêndoas de Cacau na etapa Secagem nas tradicionais Barcaças

Contudo, o cacau da IP Sul da Bahia possui aspectos determinantes tanto para a preservação da Mata Atlântica quanto para a potencialização do sabor especial, presente em chocolates especiais, tratados no mercado como chocolates finos ou gourmet. Aspectos como controle de fluxo de produção também são fundamentais para a elaboração desse tipo de chocolate, conhecido como Bean To Bar, que identifica o chocolate produzido com matéria prima identificada e controlada, desde amêndoa do cacau até a barra.


Em Ilhéus - BA, a Cooperativa de Serviços Sustentáveis da Bahia - COOPESSBA reúne dezenas de pequenos e médios produtores de cacau. Com as amêndoas certificadas, a cooperativa fabrica os chocolates Bean To Bar da marca Natucoa®, o que estimula entre os produtores a busca constante pelas melhores práticas e resultados com base no Manual da Indicação Geográfica Sul da Bahia.

Produtores de Cacau Associados à COOPESSBA
Produtores de Cacau Associados à COOPESSBA
Produtores de Cacau Associados a Coopessba iniciando o processo de beneficiamento do Cacau
Produtores de Cacau Associados a Coopessba iniciando o processo de beneficiamento do Cacau

A adequação das práticas e das lavouras de cacau às regras definidas pela cartilha da IP Sul da Bahia gera ao menos dois aspectos relevantes:

  1. De um lado, o produtor de cacau passa a ser mais valorizado pelo esforço de manter a qualidade e a tradição de sua produção cacaueira, sendo protagonista entre os atores que determinam o melhor sabor da amêndoa e, consequentemente, do chocolate de origem. Além de melhorar sua autoestima, o produtor passa a ser melhor remunerado por sua produção de qualidade superior.

  2. De outro, o chocolate Bean to Bar atinge uma qualidade superior e passa a ser melhor avaliado pelos degustadores. O consumidor passa a perceber melhor as suas notas de degustação e a dar mais valor ao chocolate especial.

Chocolates da Linha Bean to Bar da Natucoa, nas concentrações 56, 70 e 80%
Chocolates da Linha Bean to Bar da Natucoa, nas concentrações 56, 70 e 80%

Com menos de um ano de lançamento, os Nibs e Chocolates Natucoa® feitos exclusivamente com amêndoas certificadas da IP Sul da Bahia, por exemplo, se destacaram entre os três melhores chocolates nacionais em um concurso de Chocolates Artesanais feito por Mulheres, que reuniu dezenas de marcas.

Premiação recebida pela Natucoa, representada pela CEO Carine Assunção. Fonte: https://revistagloborural.globo.com/Noticias/noticia/2019/10/chocolate-artesanal-e-premiado-no-congresso-das-mulheres-do-agro.html
Premiação recebida pela Natucoa, representada pela CEO Carine Assunção. Fonte: https://revistagloborural.globo.com/Noticias/noticia/2019/10/chocolate-artesanal-e-premiado-no-congresso-das-mulheres-do-agro.html
Carine Assunção - Diretora Presidente da COOPESSBA e CEO da Natucoa
Carine Assunção - Diretora Presidente da COOPESSBA e CEO da Natucoa

A diretora presidente da COOPESSBA, Carine Assunção, atribui a premiação ao fato da Natucoa® utilizar o padrão IP Sul da Bahia para avaliar a qualidade das amêndoas de cacau empregadas na sua receita de Chocolate. "A Natucoa® não usa leite, aromatizantes artificiais, entre outros ingredientes que são artifícios pra disfarçar o sabor de uma amêndoa 'ruim' e mascaram o verdadeiro sabor da amêndoa de cacau”, explica.   

Após a premiação, a cooperativa percebeu uma procura maior por chocolates especiais, sobretudo de consumidores naturalistas, celíacos, intolerantes a lactose e veganos. “Carregamos em nossa marca os princípios do veganismo, seja por não utilizarmos ingredientes de origem animal ou pelo fato do alinhamento ao sistema cabruca de produção do cacau, prezando pela preservação da natureza e pelo respeito ao ecossistema da Mata Atlântica”, avalia Diana Silveira, gerente de vendas.

Selo de Procedência Cacau Sul Bahia, inserido nas sacarias de Cacau Aprovadas pela certificação
Selo de Procedência Cacau Sul Bahia, inserido nas sacarias de Cacau Aprovadas pela certificação

O papel da cooperativa


A COOPESSBA mantém serviços de assistência técnica com o intuito de fortalecer o reconhecimento da região enquanto produtora de amêndoas de cacau de qualidade, compartilhando o saber-fazer entre os seus produtores associados.


A Cooperativa iniciou seu projeto de assistência técnica em 2019 junto com a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional - CAR, através do projeto Bahia Produtiva, no intuito de melhorar a produtividade e a qualidade da produção de cacau da região. No início do projeto, a produtividade era baixa e poucos produtores conseguiam atingir os padrões estabelecidos pela cartilha da IP Sul da Bahia. Naquele momento, o foco da assistência foi de aumentar o volume de produção de cacau através de inserção de clones, recuperação de áreas produtivas, nutrição dos solos, adubação etc.


Atualmente, com o aumento da produtividade desses produtores, a meta da cooperativa passa a ser o impulsionamento da melhoria da qualidade da amêndoa de cacau e a devida adequação às normas estabelecidas pela IP Sul da Bahia. "A expectativa é que, até o fim de 2020, haja um aumento de 20% entre os associados que estejam produzindo e certificando cacau com a qualidade exigida para o selo de IG", prevê Diana.

Reunião entre os Produtores Associados para capacitação sobre técnicas de melhoria da qualidade do Cacau, promovida pela COOPESSBA
Reunião entre os Produtores Associados para capacitação sobre técnicas de melhoria da qualidade do Cacau, promovida pela COOPESSBA
O aumento na produção de cacau de qualidade por parte dos associados melhora também a qualidade de vida e a renda de todos os produtores de cacau vinculados à Cooperativa. Diana Silveira explica que a sacaria certificada é comercializada por volares até 80% maiores que o praticado no mercado do cacau convencional. “É por isso que levamos a bandeira da Indicação de Procedência Cacau Sul da Bahia em nossas barras de chocolate. Assim, nossos produtores se sentem cada vez mais motivados a melhorar a qualidade de sua produção. Para o consumidor final, é a identificação do chocolate com o poderoso sabor do cacau da Bahia”, conclui.
Imagem dos principais produtos comercializados pela Natucoa. Fotografia feita pela revendedora Camila Carilo
Imagem dos principais produtos comercializados pela Natucoa. Fotografia feita pela revendedora Camila Carilo

78 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo