funto-site-leo-escuro-3.png

seja nosso parceiro agora e ganhe um desconto especial!

  • GiOrigin

No Amazonas, artesãs se destacam na confecção de roupas com grafismos indígenas


A Associação das Mulheres Indígenas Sateré Mawé - Amism lançou uma linha de produtos exclusivos com grafismos indígenas. Além de máscaras e bolsas, as artesãs oferecem roupas (camisas, shorts) com traços feitos a mão. As vendas são feitas pela internet, e a entidade entrega para todo o país.


Segundo a artesã Suelen Sateré Mawé, responsável pelas vendas, a ideia para a produção das peças exclusivas surgiu durante a pandemia da Covid-19. Diante das dificuldades em vendas, com a suspensão das atividades turísticas, as indígenas foram desafiadas a produzir máscaras com grafismos.

Artesanato indígena. Peças exclusivas. Moda com grafismos.
Peças são exclusivas. Fotos: Divulgação

“Desde quando iniciamos a associação, em 1990, nós trabalhamos com os produtos de artesanato indígenas, com sementes da Amazônia. Durante a pandemia, nos desafiaram a fazer os grafismos nas máscaras. Quando diminuiu o pico da pandemia, as vendas deram uma reduzida. Nos vimos desesperadas novamente. Foi quando surgiu a ideia de fazermos o grafismo nas camisas”, conta.


Suelen afirma que as artesãs da Amism começaram a desenhar os grafismos nas camisas e roupas de algodão cru. No momento, cerca de 20 pessoas trabalham na produção de máscaras e vestimentas. Para evitar aglomeração, algumas costureiras estão trabalhando em casa.

Moda de artesanato indígena com grafismos também para homens.
Há modelos para homens. Fotos: Divulgação

“Os grafismos nós estamos fazendo aqui na sede. Eles são feitos de acordo com a inspiração do artista que está realizando o desenho. Quem faz o desenho tem inspiração própria, não vem de outro lugar”, acrescenta Suelen.


De acordo com a artesã, as peças produzidas pela associação são exclusivas, baseadas no desejo de cada cliente.


“São peças únicas. O cliente tem algo exclusivo para ele. Dificilmente nós repetimos as nossas peças. Nós temos algumas amostras, porém, avisamos ao cliente que não será igual. Nós tentamos fazer o mais parecido possível, mas contamos com a inspiração do artista”, ressalta.

Moda artesanal indígena com grafismos. Bolsas e máscaras.
Bolsas e máscaras. Fotos: Divulgação

Hoje, as camisas são 100% algodão. Já os shorts e bolsas são confeccionados em tecido cru, de acordo com Suelen. Os modelos estão disponíveis em diversos tamanhos, como infantis, baby look e adulto.


“Trabalhamos com variedades de grafismo. Nossos grafismos são baseados em proteção, significam algo inspirador para nós”, destaca.

Moda artesanal indígena com grafismos. Diferentes tamanhos e desenhos.
Há modelos de diferentes tamanhos. Fotos: Divulgação

Vendas

As peças são vendidas pela internet, no Instagram (@amism_sateremawe) e Facebook (amism.sateremawe) da associação, ou pelo WhatsApp (92) 98159-2712.


A associação entrega para todo o Brasil, pelos Correios. Em Manaus, a Amism oferece entrega via delivery, com a cobrança de taxa conforme a localização.


Para quem deseja retirar as peças na associação, a sede da Amism fica localizada na Rua São Marçal, bairro Compensa 2, Zona Oeste de Manaus.

A comunidade vende seus produtos artesanais com temática indígena pela internet.
Vendas ocorrem pela internet. Fotos: Divulgação

Por Stephane Simões | Blog Edilene Mafra

35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo