funto-site-leo-escuro-3.png

seja nosso parceiro agora e ganhe um desconto especial!

  • Ivan Bezerra

Saber-fazer é o bem mais precioso do seu negócio!

Que tal um desafio de sentidos?

Compare os melhores pratos dos melhores restaurantes que você já frequentou com a comidinha caseira preparada por sua mãe ou por aquela pessoa amada que te criou. Você consegue definir qual te dá mais prazer em comer?

O jeito que você produz é único e faz do seu produto uma referêcnai em qualidade, beleza, sabor ou finalidade, tornando-o especial? Isso é saber-fazer.

É inegável a qualidade e a técnica aplicadas na cozinha profissional, mas dificilmente encontramos na comida de um restaurante elementos sensitivos capazes de nos remeter ao aconchego familiar. Ou seja, apesar da comida caseira poder ser muito simples em comparação com os pratos profissionais, mamãe possui algo que dificilmente poderá ser copiado: o saber-fazer a sua comida preferida.


É o conhecimento de uma vida aplicado repetidamente durante o seu processo de crescimento e desenvolvimento, dia após dia, refeição após refeição. Sua memória afetiva guarda esse conhecimento e se deleita diante dos sentidos da visão, do olfato e, principalmente, do paladar diante do prato caprichosamente servido por ela.


É o que acontece quando algo se torna marcante para você por um momento especial, uma experiência única, uma viagem inesquecível. E é esse o efeito causado por muitos produtos de regiões demarcadas por Indicações Geográficas ou que detenham a especialidade ímpar da tradição do lugar, do jeito de produzir, da maneira como a natureza, as pessoas e os produtos são tratados.


Conceitualmente, o conhecimento processual ou saber-fazer (em inglês: know-how; em francês: savoir-faire) são termos utilizados para descrever o conhecimento prático sobre como fazer alguma coisa. É muitas vezes entendido como o conhecimento tácito, transferido de forma prática para os demais membros da comunidade, algo difícil de ser passado para outra pessoa por meio escrito ou verbal.


Assim, normalmente, o saber-fazer se torna elemento importante da tradição e cultura de um lugar. É o que torna determinados produtos únicos e especiais, e os território detentores desse conhecimento, lugares de proteção, tanto da propriedade intelectual que representa o saber-fazer, quanto dos resultados práticos da aplicação e manutenção desse conhecimento, incluindo os econômicos e sociais para a comunidade.

A GiOrigin valoriza e reconhece o saber-fazer e se coloca como instrumento de integração entre as comunidades tradicionais e o consumidor final.
Fazendo uma analogia com essa relação entre mãe e filho/a, a GiOrigin seria o momento do encontro, aquele prazeroso almoço de domingo em família.
Conheça mais o projeto GiOrigin, acesse nosso blog e nosso marketplace. 

Faça parte!
33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo