funto-site-leo-escuro-3.png

seja nosso parceiro agora e ganhe um desconto especial!

  • GiOrigin

Região de São Joaquim - SC é reconhecida como Denominação de Origem para Maçã Fuji


O diferencial da maçã fuji produzida nos municípios catarinenses de São Joaquim, Bom Jardim da Serra, Urupema, Urubici e Painel são a cor, o formato e o sabor, únicos no mundo.

Imagem: Aires Mariga | Epagri - Agricultores da região de São Joaquim - SC na colheita da maçã fuji.
Imagem: Aires Mariga | Epagri - Agricultores da região de São Joaquim - SC na colheita da maçã fuji.

O depósito do pedido de reconhecimento de Indicação Geográfica (IG) junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial - INPI foi feito pela Associação dos Produtores de Maçã e Pera de Santa Catarina (AMAP) em 09/06/2020 e hoje, dia 03 de agosto de 2021, o registro de IG da espécie Denominação de Origem (DO) foi oficializado na edição Nº 2.639 da Revista da Propriedade Industrial.


A região protegida pela DO abrange uma área de 4.928 km², onde as características geográficas (naturais e humanas) determinam a singularidade e a qualidade da Maça Fuji de São Joaquim. A elevada altitude da região delimitada pela IG (acima de 1.100 metros) e o consequente clima com temperatura baixa no inverno favorecem a brotação e o florescimento natural das plantas e os frutos se tornam maiores, mais arredondados e com menos defeitos físicos.

Imagem: Aires Mariga | Epagri - Maça Fuji da Denominação de Origem de São Joaquim - SC.
Imagem: Aires Mariga | Epagri - Maça Fuji da Denominação de Origem de São Joaquim - SC.

Maçãs Fuji submetidas a temperaturas mais baixas nas semanas que antecedem a colheita também são mais suscetíveis à ocorrência de pingo de mel, distúrbio fisiológico que deixa o fruto mais doce. As condições climáticas criam um ciclo vegetativo mais longo, os frutos se desenvolvem mais e absorvem por mais tempo os nutrientes que a tornam especial.

A região é responsável mais de 50% do total de produção nacional desse cultivar.
Além da Maçã Fuji da Região de São Joaquim, Santa Catarina conta com outras cinco Indicações Geográficas. A primeira foi a do Vinho dos Vales da Uva Goethe, seguida pela Banana da Região de Corupá e pela Campos de Cima da Serra para Queijo Serrano. No dia 29 de junho veio a IG Vinhos de Altitude de Santa Catarina, na modalidade Indicação de Procedência (IP) e no dia 20 de julho o Estado conquistou a IG do Mel de Melato da Bracatinga na categoria Denominação de Origem (DO).
10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo